segunda, 01 de abril de 2019

O Serviços Gerenciados de TI

Quando se trata de serviços de TI, as necessidades de cada instituição varia de acordo com o segmento do negócio. Por isso os Serviços Gerenciados de TI deve adotar políticas, padrões, documentação e processos de melhoria contínua muito bem implementados dentro da organização. O ambiente de infraestrutura de TI deverá estar a serviço da Gestão e da Produtividade do negócio. O que você ganha com tudo isso? Segurança, Disponibilidade, Performance e Redução de Custo. Vamos entender melhor!

O gerenciamento de TI

Com objetivo de prover processos de tecnologia da informação e serviços com qualidade, cada negócio tem suas necessidades específicas. Isso envolve, antes de mais nada, entender as necessidades e expectativas do cliente. É enxergar na organização de TI mais do que um grupo de profissionais especializados, executando tarefas técnicas isoladas dentro de suas áreas de expertise, e sim com uma visão aguçada de como tudo isso se encaixa com a estratégia de negócio do cliente, entregando qualidade, tempo e custo.

Saber o que é o Serviços Gerenciados de TI na instituição não basta, é preciso conhecer todos os benefícios de cada processo, para comprovar o quão a TI pode agregar valor ao negócio.


O que você ganha com a utilização das boas práticas dos processos nos Serviços Gerenciados de TI?

Gerenciando incidentes:

  • Reduzir o impacto nos negócios;

  • Centralizar disponibilidade das informações de negócio;

  • Serviços restaurados rapidamente;

  • Acordos de nível de serviços (SLA) para monitoramento e melhor desempenho;

  • Qualidade do serviço para melhoria da gestão de informação;

  • Aumento de produtividade com melhor aproveitamento do pessoal;

  • Informações mais precisas através de base de conhecimento;

  • Maior satisfação do usuário/cliente.

Gerenciando problemas:

  • Serviços de TI com melhor qualidade;

  • Redução significativa no volume de incidentes que impactam o negócio;

  • Estudo e eliminação da causa raiz dos incidentes;

  • Diminuição de reatividade e aumento de proatividade;

  • Melhora na aprendizagem organizacional;

  • Previsão de problemas.

Gerenciando mudanças:

  • Alinhamento melhorado entre TI e o negócio;

  • Maior visibilidade e comunicação de alterações, de negócio e de TI;

  • Riscos e impactos com melhor avaliação;

  • Custos das mudanças propostas com melhor avaliação;

  • Redução de mudanças mal sucedidas;

  • Gerenciamento de problemas e da disponibilidade;

  • Menores interrupções e aumento da produtividade do usuário;

  • Planejamento para implementação de mudanças que aumentam a produtividade do setor de TI, evitando mudanças urgentes ou mal pensadas;

  • Absorção de grande volume de mudanças com mais capacidade e preparação;

  • Melhor qualidade nos serviços com uma abordagem profissional para uma percepção maior do negócio por parte da TI.

Gerenciando nível de serviço:

  • Atendimento aos requisitos de Nível de Serviços com projeções dos Serviços de TI;

  • Relacionamento melhorado entre Negócios e TI;

  • Definições claras de papéis e responsabilidades;

  • Medição de qualidade do serviço por meio de definição de metas;

  • Expectativas consistentes e claras entre Negócio e TI;

  • Melhora na qualidade de serviço por meio do serviço de monitoramento, que permite identificar pontos fracos e esses possam ser resolvidos;

  • Contratos de apoio que sustentarão a gestão de fornecedores.

Gerenciando configuração:

  • Itens de Configuração com informações precisas;

  • Disponibilidade dos ativos de TI;

  • Adesão das obrigações legais facilitada;

  • Auxilia nas despesas e planejamento financeiro;

  • Auxilia no controle de licenças;

  • Apoio e melhoria de gestão de liberações;

  • Avaliação de impacto e risco com ajuda do gerenciamento de mudanças;

  • Contribuição para o plano de continuidade;

  • Melhora da segurança e do controle nas versões dos ativos de TI;

  • Restrição do uso de software não autorizado;

  • Informações sobre tendências e relacionamentos com gerenciamento de problemas;

  • Acesso a contratos de suporte com ajuda à equipe da central de serviços;

  • Identificação dos proprietários doa ativos de TI com auxílio à central de serviços.

Gerenciando liberações:

  • Maiores taxas de implementações de sucesso, com melhor qualidade de serviço;

  • Menor interrupção de serviços;

  • Teste de Software antes do lançamento, com controle de qualidade;

  • Melhora na utilização da equipe de TI;

  • Aumento na produtividade do usuário final;

  • Auditoria frequentes no ambiente de produção;

  • Localização central para distribuir S/W em locais remotos;

  • Menor utilização de tempo para implementações;

  • S/W não autorizado com detecção mais fácil;

  • Redução dos riscos de vírus ou qualquer S/W mal intencionado;

  • Mais informações sobre as liberações ou funcionalidade alterada, entre outras;

  • Software de Segurança mantido.

Gerenciando a continuidade de serviços de TI:

  • Exigências regulatórias sendo cumpridas;

  • Melhoria nas relações comerciais;

  • Capacidade de contingência;

  • Aumento de competitividade;

  • Organização e credibilidade;

  • Menor perda nos negócios.


Como você pôde ver acima, os benefícios gerados pelos Serviços Gerenciados de TI ajuda e muito a melhorar a produtividade do seu negócio, além de promover redução de custos da área de TI. 

Se você gostou e aprendeu uma pouco mais sobre a importância na utilização dos processos dos Serviços Gerenciados de TI é só entrar em contato com a OnSet e ficar por dentro de muito mais, esse é o nosso negócio!